Pedalada Azul reúne 1.500 ciclistas em Itabuna



“Vamos tirar o diabetes da pista”. Com esse lema, cerca  de 1.500 ciclistas aproveitaram o domingo de sol em Itabuna e participaram da Pedalada Azul, que abriu as atividades do Novembro Azul. Promovida pela ONG Unidos pelo Diabetes, a Pedalada percorreu as principais ruas do centro da cidade e durante todo o percurso, um mini-trio chamava a atenção para a prática de atividades saudáveis e cuidados na prevenção do diabetes.

Aos 83 anos, ´seu` Antonio  Miguel Niella fez questão de estar presente na Pedalada Azul pela terceira vez e completou todo o percurso de cerca de 10 quilômetros. “Temos que dar um exemplo para a juventude, incentivar a prática de esportes e pensar sempre em fazer o bem, porque é isso que torna a vida melhor”, disse.

Laércio Gonçalves, do Grupo Pedal Livre, afirmou que “com a prática do ciclismo, queremos demonstrar que o esporte ajuda a prevenir doenças como o diabetes. Os grupos de ciclismo unem-se à ONG Unidos pelo Diabetes nessa campanha que a cada ano atrai mais pessoas”. Ana Salles, coordenadora do Pedal do Bem, destacou que “essa mobilização mostra que a comunidade está envolvida na prevenção do diabetes e valoriza atividades saudáveis para a qualidade de vida”.
O Dr. Rafael Andrade, presidente da ONG Unidos pelo Diabetes, ressaltou  que “essa é a largada das atividades que vão culminar com o Mutirão do Diabetes e mais uma vez reunimos pessoas de Itabuna e várias cidades da região que estão engajadas nessa campanha”. “Esse mar azul mostra com a cidade é solidária e está engajada nessa causa quer nos torna exemplo para todo o Brasil”.

A Pedalada Azul contou com o apoio e coordenação de grupos de ciclismo como Pedal Bom, Amigos das Trilhas, Pedal Livre, Ciclo Bike Grapiuna, Pé de Cana e Selva no Pedal.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário