Goleiro Bruno rescinde contrato e deixa Poços de Caldas sem disputar jogos oficiais

O goleiro Bruno Fernandes, mandante do assassinato da modelo Eliza Samudio, não é mais jogador do Poços de Caldas. O contrato entre o jogador e a equipe da terceira divisão estadual foi rescindido em comum acordo, segundo o presidente do clube, Paulo César Silva.
De acordo com Paulo César, o contrato não era viável para nenhuma das partes envolvidas. Segundo ele, Bruno disputou apenas 45 minutos com a camisa do time e tinha um salário incompatível com a realidade do Poços de Caldas. 
Por outro lado, Paulo César confessou que os salários do goleiro também estavam atrasados. “Em dois meses de contrato, ele jogou 45 minutos. Pro clube bancar um contrato de um jogador para ele não jogar, fica difícil. O atleta não estava contente também por ser um clube menor, então a gente decidiu rescindir”, afirmou o presidente do Poços de Caldas ao Superesportes. 
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário