O Único Som que Merece ser Ouvido é o do Trabalho

A política de Ibicaraí já contou com vozes poderosas. Antigamente os homens de coragem discursavam em praça pública, se reuniam em entidades de classe para discutir os destinos da cidade. Entretanto, havia - como não poderia deixar de ser - oposição ferrenha a quem estivesse no poder.
É claro que, naquele tempo, as vozes de oposição eram de pessoas de destaque na sociedade: fazendeiros, comerciantes, profissionais liberais, estudantes e outros que não tinham medo de emitir suas opiniões, às claras e sem medo de represálias.
Mas isso foi ficando nas Brumas da História. Hoje, para vergonha nossa, só ficaram vozes de cochichos. Os “homens” e mulheres ditos “de oposição” se escondem no anonimato de grupos de WhatsApp e de Facebook. Têm medo de mostrar a verdadeira face.
E esse medo vem do fato de que não chegam aos pés dos feitos e do caráter dos fundadores da cidade. São uns “netos” de “coronéis”. São os Órfãos do Cacau. São meninos e meninas (alguns já são adultos, mas ainda mimados) sem passado e sem futuro, que vibram quando publicam algum gracejo que receba “likes” e “comments”.
Trata-se de pessoas do “baixo clero” da política ibicaraiense. São uns coitadinhos que não se elegem nem para uma vaga na Câmara Municipal. Porém, se acham poderosos e almejam comandar a Prefeitura Municipal.
Tais vozes só enganam a si mesmos. Se marcassem uma reunião, só agregariam meia dúzia de barrigudinhos e malhadinhos. Pensam quem têm voz, mas só são capazes de gerar murmúrios. Nada têm a apresentar como solução para os problemas da cidade. Só são movidos pela inveja e o desejo abjeto de serem o centro das atenções.
Infames, podem tentar o esconderijo encontrado na sombra do anonimato, em textinhos ridículos que não provocam sequer desprezo, quanto mais risos. Covardes, sempre fogem da luz. 
Não suportam o debate cara-a-cara. Mas saibam: o povo de Ibicaraí conhece bem cada um de vocês. Não votarão nunca nessa turminha de desocupados. A não ser que deixem o mi-mi-mi da Internet, saiam para as praças, botem as caras.
Aliás, sobre as praças: é bonito de se ver a cidade, novamente, ser tratada com um cuidado especial, a exemplo da Praça Assis Araújo, que está sendo entregue à população neste dia 21 de outubro. Porque, no final, o Único Som que Merece ser Ouvido é o do Trabalho.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário