‘Não faço milagres’, diz médico que conduz tratamento de Schumacher com células-tronco


Michael Schumacher após ganhar o GP do Japão, em 8 de outubro de 2000 - 
O cirurgião cardiovascular Philippe Menasché, que recebeu Michael Schumacher no Hospital Georges-Pompidou, em Paris, afirmou que não existem “milagres” nos cuidados tomados com o ex-piloto.
O heptacampeão mundial de Fórmula 1 chegou ao hospital no começo de setembro para receber transfusões de células-tronco em um tratamento sigiloso.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário