Maia diz que acha difícil instalação de CPI da Lava Jato na Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira, 30, que considera difícil a instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o trabalho da Operação Lava Jato. “Fazer uma investigação de um outro poder, mesmo que seja de um poder em primeira instância, não é uma decisão simples, não é uma decisão fácil”, disse Maia a jornalistas, antes de participação de premiação da revista IstoÉ Dinheiro, na capital paulista. “Eu acho difícil (acontecer)”, afirmou. Maia ressaltou que é contra a CPI do Senado, a da Lava Toga, porque acredita que investigar decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) enfraquece as instituições e a democracia e cria constrangimento. Quanto a uma comissão na Câmara para a Lava Jato, afirmou que, se não houver um fato concreto, não faz sentido avançar com essa ideia. “Eu teria muito dificuldade de deferir uma CPI dessa. Eu ainda não parei para olhar com cuidado, mas já informei àqueles que me procuraram que não é prioridade nossa, sem que haja algo muito contundente”, declarou. Para Maia, alguns procuradores podem exagerar, mas na pessoa física, e não a instituição. “E aí, sim, existe o Conselho Nacional de Justiça e o do Ministério Público e eu acho que o do MP atua pouco, esse poderia atuar melhor”, disse.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário