Julgamento sobre prisão após 2ª instância ‘não é importante’ para Lula, diz Gleisi

O julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a constitucionalidade da prisão após a segunda instância é importante “para o país”, e não para o ex-presidente Lula, disse no domingo (27) a deputada Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT.
Para a dirigente, é preciso “resgatar a nossa Constituição, que é clara”. “Você só pode condenar depois do trânsito em julgado, depois de todos os recursos. Não pode o Supremo Tribunal Federal, a Câmara dos Deputados, querer alterar e colocar uma geringonça no lugar”, defendeu Gleisi, na vigília Lula Livre, em comemoração pelo aniversário de 74 anos do ex-presidente (veja discurso abaixo, a partir dos 37min40).
Na última quinta-feira (24), o STF concluiu o terceiro dia do julgamento, que será retomado apenas em novembro. O assunto ainda poderá ser tratado pelo Congresso.
Até então, o placar no tribunal é de 4 a 3 pela manutenção do atual entendimento da Corte sobre o tema, favorável à prisão condenação em segunda instância, com a execução provisória da sentença.
Apesar do julgamento influenciar o destino de Lula – preso após ser condenado pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região – a parlamentar afirmou que o partido deseja a anulação do processo.
“O que nós queremos para o presidente Lula é o julgamento do habeas corpus que anula a sentença do Moro que o colocou preso. É isso que nós queremos. Esse processo tem que ser anulado e Lula tem que sair daqui com suas garantias plenas”, defendeu Gleisi.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário