Homem é morto a facadas em São José de Alcobaça após autor acusá-lo de furto


A Central do CICOM/190 foi comunicada por populares do distrito de São José de Alcobaça, acerca de um homicídio consumado, em via pública daquela comunidade, no final da tarde de segunda-feira, 30 de setembro. Uma guarnição da 88ª CIPM de Alcobaça se deslocou até o distrito e constatou as informações. Uma equipe do SAMU confirmou o óbito da vítima, que foi atingida por arma branca, tipo faca, na Rua Amazônia, no Bairro Zezinho.

O homicídio foi informado para o delegado titular de Alcobaça, Maderson Souza, que solicitou ao DPT de Teixeira de Freitas, o deslocamento para realização de perícia de local. A vítima foi identificada apenas pelo prenome de Marcos, vulgo "Índio", sendo de estatura baixa, cor parda, cabelos castanhos longos anelados, amarrado tipo rabo de cavalo, e com várias tatuagens pelo corpo, que segundo os moradores daquela comunidade, ele estaria morando há poucos dias em São José, e teria falado para algumas pessoas que seria ex-presidiário, e que teira saído há pouco tempo do presídio.

Populares relataram que o autor do crime teria chegado na residência com uma faca em punho, e estaria questionando ao Índio onde estaria os seus pertences, os quais teriam sido subtraídos pelo Índio, sendo um cordão, um rolo de corda, e certo valor em espécie, momento que os dois entraram em discussão, e o autor desferiu uma facada de raspão no peito esquerdo, e outra na mão direita da vítima. Na sequência, o Índio pegou um pedaço de madeira, e foi para cima do agressor, que novamente desferiu um terceiro golpe com a faca, atingindo a vítima na região do abdômen.

Neste momento, a vítima caiu no chão, e agonizou até morrer. O corpo foi removido para o IML de Teixeira de Freitas, onde irá passar por necropsia nesta terça-feira (01). A Polícia Civil ficará aguardará familiares para realizarem o reconhecimento do corpo, para que seja liberado posteriormente. O delegado, Maderson Souza informou que ainda nesta terça-feira (01) irá ouvir algumas testemunhas e poderá solicitar o mandado de prisão do acusado para a Justiça, já que ele já foi identificado. O delegado aguardará também uma possível apresentação espontânea do autor, para que ele seja ouvido e conte sua versão dos fatos. (Liberdade News)
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário