Juiz nega pedido de Geddel para anular operação da qual foi alvo



O ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), preso no Distrito Federal, teve um pedido para anular uma operação negado pelo juiz Vallisney de Souza, da 10ª Vara Federal de Brasília. O emdebista alegou que a origem da acusação contra ele é a Operação Catilinárias e não a Cui Bono, e que ação penal se baseou em provas ilícitas. “Não foi reconhecida a ilegalidade da perícia no celular de Eduardo Cunha nem das provas dali obtidas, já tendo havido o uso desse material em processo judicial da Operação Sépsis, sem que tenha havido reconhecimento da ilicitude dessa prova por qualquer órgão judicial ou tribunal”, proferiu o juiz.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário