Doze milhões de passageiros escapam dos ônibus

Mais de 12 milhões de brasileiros deixaram de usar ônibus, em 2018, no Brasil, segundo informações do presidente executivo da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Otávio Cunha. Ele se baseia em dados do Anuário 2018-2019, que a sua organização prepara há anos, e que foram divulgados no “Seminário Nacional NTU 2019 - Inovação e reinvenção: o futuro do transporte público na perspectiva da sociedade”, realizado em Brasília. O evento teve a missão de recuperar passageiros que migraram para outros modos de deslocamento, incluindo aqueles realizados por meio de aplicativos e até mesmo o transporte pirata.
”O ônibus deixou de ser competitivo para as pessoas e houve uma fuga de passageiros. Conseqüentemente mantido o mesmo custo, com menos pessoas pagando, as tarifas subiram. E isso provoca nova fuga de pessoas. Hoje, a matriz de deslocamento das pessoas, que estão andando a pé nas cidades, chega a mais de 20%. Elas estão se deslocando a pé, por absoluta incapacidade de pagar o preço da passagem”, reconhece o executivo da NTU.

DEMANDA

Por telefone, Otávio Cunha nos disse, ainda, que a queda da demanda foi de 4,3%. O que representa 12,5 milhões de passageiros a menos nos coletivos urbanos. E que tudo se deve à falta de infraestrutura para o transporte coletivo, com redes insuficientes de corredores e faixa seletiva. 
“Por isso, o ônibus está cada vez mais lento e menos atrativo”, lamenta. Otávio Cunha destaca, também, que, até agora, apenas 9,4% de um total de R$ 151,7 bilhões de verbas - anunciadas pelo Governo Federal - foram investidos para infraestrutura em mobilidade urbana há dez anos. (Tribuna)
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário