“Temos um mandato presidencial que mal começou e parece que já vai acabar”, dispara governador do Maranhão



Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB)
O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou na tarde desta segunda-feira (29), após a reunião do Consórcio Nordeste, no CAB, que a postura do presidente Jair Bolsonaro faz mal ao Brasil. Segundo o comunista, o método do gestor é “execrável”. “Esperamos que o presidente se imbua de sua função de chefe da nação e abandone esse método político execrável de gerar confusões”, disse em entrevista coletiva. Questionado sobre as eleições de 2022, para as quais ele e o governador da Bahia, Rui Costa (PT), são lembrados para disputar o Planalto, Dino garantiu que o assunto não está em pauta. “Estamos no começo de um ciclo governamental. Não está na pauta nem estará nos próximos anos esse assunto de eleições. Na verdade, esse debate político é antecipado pelo vazio que o governo federal deixa. Temos uma situação inusitada: um mandato presidencial que mal começou e parece que já vai acabar. Desejamos, em contraste com essa agenda, apresentar o consórcio do Nordeste”, declarou.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário