Mulher é a primeira trans a defender Mestrado no Sul da Bahia

Um fato histórico e representativo de muitas lutas aconteceu na tarde da última terça-feira (04) na Sede do Grupo Humanus, em Itabun. Isabella Santos Silva foi a primeira mulher transexual a defender um Mestrado no Sul da Bahia. Ela defendeu o trabalho “Cursinho preparatório para o ensino superior: garantia de práticas no ensino básico de condições de acesso às Universidades para pessoas LGBTI e demais minorias sociais”.
Participaram da banca de defesa a Professora Dodi Leal, do Campus Sosígenes Costa da UFSB; o Professor Seu Verciah, da UFBA e militante do Movimento De Trans pra Frente, de Salvador, e o orientador do trabalho, Professor Rafael Guimarães, do Campus Jorge Amado da UFSB.
A mais nova Mestra em Ensino e Relações Étnico-Raciais da Universidade Federal do Sul da Bahia (PPGER/UFSB) ressaltou a perspectiva freireana adotada na condução da pesquisa de Pós-Graduação, que foi a criação e coordenação, por ela, do Cursinho Pré-ENEM Popular gratuito TRANS+, analisado em seu trabalho. 
O cursinho foi pensado para pessoas trans, LGBTI e de outras minorias sociais. As aulas foram ministradas por Isabella, que é professora de História, e por docentes e colegas do PPGER da UFSB, além de pessoas professoras das redes pública e privada de Itabuna, que atuaram como voluntárias.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário