Deputados debatem prejuízos causados pelo fechamento da Fafen em Camaçari

Os deputados estaduais vão discutir os problemas e prejuízos causados pelo fechamento, por determinação da Petrobras, da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) – primeira empresa a compor o Polo Petroquímico de Camaçari, em 1971. A sessão especial, proposta pelo deputado Eduardo Salles (PP), será realizada na próxima segunda-feira (17), a partir das 9 horas, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). Responsável pela fabricação de insumos necessários à produção nos setores farmacêutico, cosmético, limpeza, alimentação animal, resinas sintéticas, plásticos e muitos outros, a Fafen está sem funcionar desde março. Apesar de uma ordem judicial determinar a retomada das atividades, a Petrobras alegou necessidade de manutenção por um período de 45 dias, mas já afirmou que vai aumentar o prazo para mais 45. Segundo Salles, além da perda de 700 empregos diretos, a paralisação na unidade trará danos à agropecuária baiana. “Vai obrigar aos produtores baianos importar insumos e pagar mais caro, o que, sem dúvida nenhuma, acarretará na no aumento dos custos e consequente repasse ao consumidor”, pontuou.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário