Bolsonaro diz que governo pode suspender pagamento a idosos sem crédito extra

O presidente Jair Bolsonaro fez um alerta no sábado, 8, no Twitter a respeito do projeto de lei (PLN) 4, que autoriza o crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões. Segundo ele, se o PL não for aprovado, o governo terá de suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. “Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, Pronaf, Plano Safra…”, acrescentou o presidente em seu Twitter. Bolsonaro disse acreditar na “costumeira responsabilidade e patriotismo dos deputados e senadores na aprovação urgente da matéria”, escreveu. A Comissão Mista de Orçamento adiou para terça-feira (11) a nova tentativa de aprovar o projeto. No início da noite deste sábado, 8, o presidente afirmou a jornalistas que o PLN 4 causa “preocupação”: “Tem de ser aprovado. Não é por mim, mas pelos que necessitam dele”, disse Bolsonaro, ao deixar o Palácio do Alvorada, uma das residências oficiais da presidência, em direção à Granja do Torto, também em Brasília. O assunto fora tratado mais cedo em encontro com o líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), que se reuniu com o presidente no Alvorada por cerca de uma hora. “Foi passado só a ideia de que temos que aprovar isso para que o governo consiga honrar compromissos importantes, como o pagamento do BPC, a questão do plano Safra que vai impactar a população brasileira como um todo. Mas temos certeza de que o Parlamento vai aprovar as matérias de interesse, não só do governo, mas do País”, afirmou o Major Vitor Hugo ao sair.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário