Sem tesoureiro, pagamentos na Câmara de Ilhéus estão suspensos


Membro do GAECO dentro da Câmara.

Vereadores, assessores parlamentares, servidores e fornecedores estão com os pagamentos suspensos por tempo indeterminado na Câmara de Vereadores de Ilhéus. A situação se deu em decorrência da exoneração do tesoureiro James Costa, que foi afastado do cargo por meio de medidas cautelares impostas pela juíza Emanuele Vita, titular da 1ª Vara Criminal de Ilhéus. 

James era indicação do ex-presidente e atual vereador Lukas Paiva (PSB), que está foragido, após ter a prisão decretada na última quarta-feira, 15, na operação Xavier deflagrada pela 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, GAECO e com apoio da polícia rodoviária federal. 

Lukas e James são apontados pelo Ministério Público de fazer parte de uma organização criminosa que tinha por objetivo, agressivo e progressivo esquema de fraudes a licitações, além da execução de supostos contratos para obtenção de vultosa propina.

Diante da instabilidade e das incertezas que permeiam o legislativo ilheense, o clima nos corredores e gabinetes da Casa Verde é a pior possível, já que a Operação Xavier continua sendo o temor dos traquinos do dinheiro público. 
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário