Menino de 3 anos morre vítima de influenza H1N1 em Salvador

Um menino de 3 anos, morador da região de Itapagipe, foi a segunda vítima fatal da influenza H1N1 em Salvador neste ano. A vítima não havia sido vacinada na campanha de imunização deste ano, e morreu em 27 de abril, após ficar sete dias internado num hospital da rede privada da capital baiana. 
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a morte reitera a importância da proteção do grupo prioritário através da dose da vacina. De acordo com a pasta, até o momento, foram notificados 163 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), agravo que pode ser provocado por vírus ou bactérias e é caracterizado pela necessidade de internação de pacientes com febre, tosse ou dor de garganta associados a desconforto respiratório. 
Ainda conforme a SMS, dos casos registrados neste ano, dois tiveram resultado laboratorial positivo para a influenza B e outros dois para H1N1. Em março, outro jovem de 10 anos também veio a óbito após complicações causadas pelo H1N1.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário