Ataques a Bolsonaro por indicados de Tia Eron foram motivo para demissão, diz coluna

A demissão de Tia Eron (PRB) do ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos teria sido motivada por indicados da ex-deputada baiana na pasta que vinham atacando o presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. As informações são da coluna Radar da revista Veja. 
Na época da demissão, a ministra Damares Alves alegou “improdutividade” para demitir Tia Eron da Secretaria das Mulheres.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário