‘Massa quer respeito à família’, afirma Bolsonaro sobre veto de propaganda do BB

Na manhã de sábado (27), o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre o veto dado a propaganda do Banco do Brasil que seria veiculada para o público jovem. Segundo informações do G1, Bolsonaro argumentou a medida em defesa da família e deixou claro que ela é o responsável por indicar o presidente da estatal. 
“Quem indica e nomeia presidente do BB, não sou eu? Não preciso falar mais nada então. A linha mudou, a massa quer respeito à família, ninguém quer perseguir minoria nenhuma. E nós não queremos que dinheiro público seja usado dessa maneira. Não é a minha linha. vocês sabem que não é minha linha”, disse. 
A propaganda que foi impedida de passar na TV, mostra um público jovem formado por homens e mulheres entre eles negros, gays, usando roupas modernas, penteados diferenciados e em ambientes como festas e salão de beleza. Além disso, a peça publicitária é composta por uma locutora que diz diversas gírias utilizadas pelos jovens de hoje em dia. 
Segundo a Lei das Estatais, a interferência do governo em relação às peças publicitárias de empresas estatais fere os princípios estabelecidos da regra.
Perguntando como vai agir a partir de agora em relação aos conteúdos publicitários em específico, o presidente fez uma comparação com a sua equipe de governo. “Olha, por exemplo, meus ministros, eu tinha uma linha, armamento. Eu não sou armamentista? Então ministro meu ou é armamentista ou fica em silêncio. É a regra do jogo”, afirmou.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário