Câmara deve votar Previdência entre maio e junho, diz Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), disse esperar que a proposta de reforma da Previdência vá à votação no plenário da Casa entre maio e junho. Nas previsões do deputado, feitas a investidores em Nova York na quinta-feira (11), a tramitação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) deve engrenar após os próximos feriados, de Páscoa e 1º de Maio. “[O cenário] é muito diferente hoje do que era em 2017. Se todo mundo ajudar, a gente vai aprovar. Mais 30 dias ou menos 30 dias não fará nenhuma diferença. O que faz a diferença é antecipar e perder ou tirar da matéria o que é fundamental, professor e policial”, afirmou. Nessa projeção otimista, a reforma seria votada na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) na próxima semana, até quarta-feira (17), e seguiria para uma comissão especial após a Páscoa. “Tem condição de aprovar, tirando o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e aposentadoria rural e garantir uma economia perto do trilhão [estimada por Guedes]. Para isso, precisa paciência. Na democracia, precisa paciência. Ouvir muito, falar pouco e dialogar muito.” Segundo o presidente da Câmara, esses dois pontos não são decisivos do ponto de vista fiscal, mas atrapalham muito a discussão política.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia.