Caminhoneiro envolvido em acidente com helicóptero que matou Boechat passa mal e é levado a hospital de SP

O motorista do caminhão que colidiu com um helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera, na Zona Oeste de São Paulo, nesta segunda-feira (11), passou mal na delegacia da Polícia Civil onde iria prestar depoimento e foi levado a um hospital. Morreram no acidente o jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, e o piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci. O acidente ocorreu na tarde desta segunda-feira (11), na Rodovia Anhanguera, perto do Rodoanel Mário Covas. O caminhão Scania dirigido por João Adroaldo Tomackeves, de 52 anos, tinha acabado de passar pelo pedágio quando atingiu a aeronave que havia caído. “Trouxeram o motorista. Ele está na minha sala passando mal. Ele está frio”, disse ao G1 o delegado Luiz Roberto Hellmeister, titular do 46º Distrito Policial (DP), em Perus, na Zona Norte da capital. O investigador que estava com Tomackeves informou ainda que ele estava a caminho do pronto-socorro do Hospital de Perus. A reportagem não conseguiu contato com o condutor do caminhão.
Até a publicação desta reportagem o estado de saúde do motorista não foi divulgado. Também não havia confirmação se ele voltaria à delegacia para prestar esclarecimentos sobre o acidente. A polícia investiga as causas e eventuais responsabilidades pelo ocorrido.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.