Diretora da Funai é exonerada após investigação do MP

Cotada para assumir a presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai), Azelene Inácio, diretora de Proteção Territorial do órgão, foi exonerada do cargo. A demissão foi confirmada na terça-feirea (08) pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública. A pasta foi questionada sobre uma investigação do Ministério Público Federal a respeito da servidora. 
O motivo do inquérito era um possível conflito de interesses na nomeação dela para o cargo que ocupa. Azelene contava com o apoio de ruralistas para ocupar a função no governo de Jair Bolsonaro. Questionada, ela disse que o processo administrativo disciplinar citado pelo Ministério Público Federal ocorreu em 2008, mas não quis falar sobre o tema.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário