Trabalhador vítima de racismo ganha direito de receber R$ 10 mil de indenização

A Justiça concedeu o direito a receber uma indenização de R$ 10 mil a um trabalhador de uma distribuidora de bebidas de Feira de Santana. Ele denunciou colegas por ser chamado com termos racistas no ambiente de trabalho. Ainda cabe recurso à decisão. O funcionário afirmou que foi apelidado "Nikito", nome de uma marca de biscoitos cujo mascote é um macaco. Ele disse ainda que foi agredido verbalmente por um superior hierárquico e por colegas. O trabalhador afirmou ter informado os superiores da empresa sobre a forma como ele era tratado, mas, de acordo com ele, nenhuma medida foi tomada.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário