Reclamações sobre taxa de coparticipação em planos de saúde crescem 73% em quatro anos

O número de reclamações sobre a taxa de coparticipação e a franquia em planos de saúde cresceu 73% em quatro anos no Brasil. Em 2013, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) registrou 376 queixas sobre o assunto. Já em 2017, 650 reclamações foram notificadas ao órgão. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, essas queixas feitas à ANS são referentes à insatisfação dos clientes com as taxas cobradas e a falta de transparência na definição desses valores. A reportagem cita casos em que os pacientes chegam a pagar até 100% do procedimento realizado. Em resposta, as operadoras de planos de serviço alegam que porcentuais altos são a exceção e que os índices são descritos no contrato. Em junho, a ANS publicou uma norma que fixava em 40% o porcentual máximo de coparticipação, mas revogou a resolução um mês depois diante da recepção negativa de usuários e entidades de defesa do consumidor. Assim, a definição desses valores continua sendo feita de forma livre pelas operadoras.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário