As duas faces de Marina Silva, a candidata serena e com inflamados discursos bíblicos

Nem parecem a mesma pessoa a Marina Silva que deu uma entrevista coletiva num hotel em Boa Viagem, no Recife, e a Marina Silva que falou, na sequência, para um auditório quase todo cheio de eleitores-fiéis. À imprensa, a pré-candidata da Rede à Presidência se dirigiu serena, sem quase gesticular, mantendo o mesmo tom de voz durante a meia hora em que respondeu a perguntas na última quinta-feira à noite. Em seguida, no mesmo hotel, celebrou um ato-culto com direito a música gospel antes, menções textuais da Bíblia durante, e discurso inflamado depois. 
Encerrou sua fala em alto e bom tom dizendo que seria eleita se fosse "da vontade de Deus e do povo brasileiro", sob fortes aplausos. De acordo com a última pesquisa Datafolha, Marina Silva está em segundo lugar (15%) nas intenções de voto nos cenários sem o ex-presidente Lula, preso há dois meses. Perde somente para Bolsonaro (PSL), que tem 19%. O Nordeste é a única região onde a ex-senadora lidera a pesquisa, tendo 17% das intenções de voto (também na ausência de Lula), contra 13% de Ciro Gomes (PDT), ex-governador do Ceará.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário