IPTU 2018: VOCÊ PAGA E A CIDADE CRESCE!

IPTU 2018: VOCÊ PAGA E A CIDADE CRESCE!

SIGA NO TWITTER

Município

[Ibicaraí e Região][twocolumns]

Municípios

[Municípios][bleft]

‘Minha opinião é que o líder do PSG se chama Neymar’, declara Unai Emery

De saída do Paris Saint-Germain, o técnico Unai Emery abriu o jogo em entrevista à revista espanhola “The Tatical Room”. Emery revelou que o camisa 10 era “o líder” do clube no momento e que o seu objetivo como treinador era “fazê-lo feliz”. “Um dia, Jorge Valdano (treinador argentino) me disse a seguinte reflexão: ‘No Barça, o líder é Messi; no Madrid, é Florentino Pérez; e no Atlético de Madrid, é Simeone’. Um jogador, um presidente e um treinador. Cada vez, um perfil de líder diferente. Sei quando sou a principal pessoa no grupo e quando não sou, é um processo que todo treinador deve viver e experenciar. 
É algo que se aprende com tempo e experiência. Em cada clube, você deve saber qual o seu papel e o que você atribui ao resto do grupo. Minha opinião é que o líder do PSG se chama Neymar. Ou mais exatamente: o líder se chamará Neymar, porque está se convertendo em um. Neymar chegou ao PSG para ser o líder, para viver o processo necessário para converter-se no número 1 do mundo. No Manchester City, o líder é Pep (Guardiola). E no PSG, o líder deve ser Neymar”, declarou o treinador, segundo o GloboEsporte.com. 
“A primeira coisa que fiz esta temporada foi definir qual era a prioridade. E foi isso: tenho que fazer Neymar feliz. Isso é o que vem primeiro, tê-lo feliz, não importa como. Tive muitas discussões com Neymar sobre isso. Algumas não funcionaram, mas outras tiveram muito êxito. Em uma delas, falamos durante 45 minutos de coração aberto. Foi um momento gracioso. Ele me escutou, e pude convencê-lo de certas coisas”, completou. 
Ex-treinador do Sevilla, da Espanha, Unai foi questionado sobre o Barcelona, principalmente o da era pós-Neymar. O treinador deu sua versão sobre os motivos que fizeram o craque sair do clube espanhol. “Por questão de gosto, eu prefiro o Barça de antes, o de Guardiola, mas o atual também é muito bom. Com o conceito de Luis Enrique, que Valverde retomou e amplificou com seu 4-4-2. Essa é uma das razões pela qual Neymar deixou o Barça, porque o jogo se dirige completamente para Messi, e Neymar se vê obrigado a trabalhar para ele”, explicou.
Poste um Comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :


Geral

[Geral][twocolumns]

.

.

Esporte

[Esporte][bleft]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Jurídicas

[Jurídicas][bleft]