Líder de coroinhas é investigado por estupro e pedofilia no extremo sul da Bahia


A Polícia Civil investiga um caso de estupro de vulnerável ocorrido dentro da Paróquia Santo Antônio, em Caravelas, no extremo sul da Bahia. A vítima, um menino de 13 anos, relatou os abusos à polícia após a mãe dele descobrir que o garoto estava com sífilis, possivelmente adquirida por meio do autor do suposto crime, Vítor Marques Daniel, líder dos coroinhas na localidade. O jovem fazia parte do grupo desde abril de 2017. De acordo com a polícia, o menino teria se afastado da Igreja após o crime e também falava em suicídio, até revelar o caso. (Metro1)
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia.

0 comentários:

Postar um comentário