SIGA NO TWITTER

Município

[Ibicaraí e Região][twocolumns]

Municípios

[Municípios][bleft]

Estrago de eventual “não candidatura” vai impedir Neto de montar outra chapa

Aliados de ACM Neto (DEM) estão convencidos de que, caso ele não seja candidato ao governo, perderá completamente as condições de liderar o processo de formação de uma chapa alternativa das oposições contra o governador Rui Costa (PT). Uma fonte do Democratas admitiu a este Política Livre que, se abrir mão de disputar o governo, o maior desejo do prefeito seria o de montar uma chapa com que não deixasse o governador jogando sozinho na sucessão estadual. Assim, ele garantiria aceso o princípio segundo o qual, por mais que tenha tido razões para recuar da candidatura, manteria o compromisso de ajudar o grupo no enfrentamento da máquina do governo, inclusive auxiliando os candidatos escolhidos por meio da Prefeitura. 
O problema é que os aliados dizem que a eventual ausência de Neto da sucessão seria tão catastrófica, produziria um tal clima de terra arrasada, que dificilmente ele teria condições de operar a substituição como gostaria, sendo praticamente alijado do processo. Primeiro, porque terá produzido um rancor enorme nos principais aliados que apostaram tudo em sua candidatura, situação em que muitos se incluem de forma quase automática ao falarem sobre o risco de ele não disputar o governo. 
O segundo motivo – e mais óbvio – apontado por aliados é que ninguém acredita que exista hoje no grupo oposicionista um nome com as mesmas condições de competitividade que o prefeito para enfrentar a batalha da disputa pelo Palácio de Ondina. “Nem o prefeito tem idéia hoje do estrago que ele produzirá em todo o grupo e sobre si próprio, caso não dispute o governo. Ele não faz idéia de como seu day after será penoso e se prolongará indefinidamente”, diz o mesmo deputado. Para ele, a exigência de ACM Neto de que o deputado federal Lúcio Vieira Lima deixe o MDB para que ele possa ser candidato em aliança com a legenda é “descabida” e jamais poderá ser usada como justificativa para o caso de ele desistir de concorrer. “Isso é muito pequeno para uma liderança do porte de Neto. 
Ninguém vai acreditar nesta explicação”, acrescenta, usando como argumento o fato de que políticos já começam a manifestar sua impaciência com a indefinição do prefeito. Ele cita o caso do presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, José Carneiro (PSDB), que ontem criticou o que chamou de “indecisão” de Neto e questionou suas características de líder e um post no Twitter de autoria do deputado federal Arthur Maia, hoje pela manhã. O parlamentar, que se filia amanhã ao DEM, partido do prefeito, e sob o seu apadrinhamento, insinuou que só se for “doido” Neto não se candidatará a governador, produzindo uma das alfinetadas mais duras já dadas publicamente no democrata. “Ele será candidato”, decretou.
Poste um Comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :


Geral

[Geral][twocolumns]

.

.

Esporte

[Esporte][bleft]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Jurídicas

[Jurídicas][bleft]