É preciso esperar ʹconsistênciaʹ na candidatura de Joaquim Barbosa, avalia Ciro

Pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT) avaliou que vai ser preciso esperar a consistência do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa (PSB) para medir os impactos nas eleições de outubro. Após a candidatura do ex-presidente do STF, a última pesquisa Datafolha mostrou um empate entre eles, com oscilação entre 8% e 10%, em cenários sem o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso há 9 dias. "É natural que ele chegue com notoriedade muito grande, porque pilotou durante quase um ano em tempo nobre da TV a novela do mensalão. 
Vamos ver que consistência ele vai ter na medida em que será exposto à fricção", avaliou, antes de iniciar palestra em evento em Nova Lima (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte. Apesar disso, Ciro Gomes acredita que o lugar hoje ocupado por Barbosa já existia em outros cenários, a exemplo do que o apresentador Luciano Huck se enquadrou. "Esse lugar aí de 8% parece que já foi frequentado muito recentemente pelo Huck, que vocês já descartaram. É um perfil de uma pessoa inorgânica à política, aparentemente ligado a combate a corrupção, que são valores superficiais", acrescentou. (M1)
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia.

0 comentários:

Postar um comentário