Das vítimas encontradas boiando no rio e no mar em Ilhéus só uma morreu afogada; a outra foi assassinada, diz DPT

Em Ilhéus, a Polícia Civil já conseguiu desvendar um crime, que até então estava oculto. As suspeitas de afogamento no caso dos dois corpos encontrados na última segunda-feira (23), boiando no Rio Cachoeira e praia da Avenida, respectivamente, se confirmaram, só que parcialmente. É que, segundo peritos do Departamento de Polícia Técnica, apenas uma das duas vítimas morreu afogada. Foi Arnaldo Rodrigues, natural de Mauá (SP), achado no mar. 
Já o segundo homem, cujo cadáver foi localizado no rio, próximo à ponte Pontal, foi assassinado. A arma usada pelos criminosos teria sido, inclusive, um objeto contundente, de acordo com análise do DPT. A informação já foi passada para a delegada Andréa Oliveira, coordenadora do Núcleo de Homicídios, que investiga a morte de Sérgio Nascimento Castro, de 38 anos. Conhecida como “Bibi”, a vítima trabalhava como lavador de carro naquela área do Pontal.

A delegada Andréa Oliveira já tem pistas sobre os assassinos de “Bibi”.
Compartilhar no Google Plus

Sobre Bahia Extra

Melhor Site de Notícias da Bahia. Direção Erasmo Barbosa.

0 comentários:

Postar um comentário