IPTU 2018: VOCÊ PAGA E A CIDADE CRESCE!

IPTU 2018: VOCÊ PAGA E A CIDADE CRESCE!

SIGA NO TWITTER

Município

[Ibicaraí e Região][twocolumns]

Municípios

[Municípios][bleft]

A fofoca provoca a desunião!

Psicóloga formada na Faculdade Salesiana de Vitória.

A Fofoca e a desunião estão intimamente ligadas e, terminam provocando uma a causa e, a outra, o efeito. Existem pessoas que falam muito da vida dos outros, às vezes já fazem isso automaticamente, nem percebem que estão adentrando em uma seara que não é da sua competência. É impressionante, o número de pessoas que adoram fofocar, fazer comentários negativos e destruidores.
Elas não estão preocupadas nos efeitos que essas ações podem causar na pessoa alvo das fofocas. São homens e mulheres que criaram o hábito de se meterem na vida dos outros, como se fosse a coisa mais natural do mundo, e quando são chamados à atenção, ficam zangados e acham que não estão fazendo nada demais, nem conseguem perceber que o que fazem, além de ser feio, é totalmente perigoso.
A própria Bíblia condena os fofoqueiros, quando avisa: "À nossa língua é perigosa e pode matar (Tg 3.1-18). Conheço algumas pessoas que são viciadas em falar da vida alheia, em comentar de forma ferina e maldosa, sobre a vida de alguém. São pessoas totalmente infelizes e só conseguem obter alguma satisfação fofocando, sendo maledicente. Não conseguem enxergar que às suas próprias vidas não fazem nenhum sentido. São pessoas que catam migalhas nas mesas dos outros, e não inspiram confiança. Na verdade, o fofoqueiro não é de confiança e pode provocar uma tragédia com a sua língua afiada.
O fofoqueiro cria desunião nas famílias, inclusive na sua, e nos demais locais onde freqüenta. São doentes, esquizofrênicos e com taras que caracterizam sua vida infeliz, inútil e improdutiva.
Essas pessoas destroem a harmonia do seu local de trabalho, dos locais que convive e nunca tem um amigo que seja verdadeiro, apesar de ser tolerado, todos fogem dele, por considerá-lo uma praga venenosa. A fofoca produz desunião, promove a desagregação e confusão. Impede o crescimento da paz e da concórdia, e termina por desgraçar a vida das pessoas.
Podemos chamar essa gente fofoqueira de traficantes da fofoca, pois, ficam levando e trazendo discórdias como se fossem informações. Epicuro, o grande filósofo grego, definiu a fofoca como um prazer natural, mas não algo necessário.
Todos nós, podemos passar toda a nossa vida sem espalhar um único boato ou sem ter interesse por eles, e nada iria acontecer de ruim. Porém, os traficantes de fofocas, os que vivem da vida alheia, precisam delas de alguma forma, é que a fofoca, para esse tipo de pessoa, possui um efeito compensatório contra as suas decepções, seus vazios emocionais e desconfortos pessoais.
Posso até dizer, que a fofoca para o fofoqueiro, é como temperos para sua vida, sem elas, a vida seria entediante. Para os fofoqueiros, o ato de espalhar fofocas, provocar a desunião, promover a discórdia é algo viciante e prazeroso.
A língua do fofoqueiro é sempre maldosa, incendeia o local que frequenta, causa destruição, é um pequeno membro do corpo que se gaba de ser grande coisa e na verdade não passa de nada, não tem autoestima, não se reconhece, tem muitas frustrações e vive da desgraça alheia. O fofoqueiro não se contém, parece que a língua coça para fazer comentários maldosos e infelizes.
O Senhor Jesus, expondo a triste realidade do interior do homem, disse: “Porque do coração é que saem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, imoralidade sexual, furtos, falsos testemunhos e calúnias. São essas coisas que tornam o homem impuro [...]” (Mt 15.19,20).
Poste um Comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :


Geral

[Geral][twocolumns]

.

.

Esporte

[Esporte][bleft]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Jurídicas

[Jurídicas][bleft]