Ibicaraí e Região

[Ibicaraí e Região][twocolumns]

Bastidores da Política

[Bastidores da Política][bleft]

Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de matar ex-namorada de 15 anos

   A Justiça decretou nesta terça-feira (24) a prisão preventiva de Adriel Montenegro dos Santos, 21 anos, apontado como autor da morte da ex-namorada Andreza Victória Paixão, ocorrido em abril deste ano, no bairro de Itapuã, em Salvador. A determinação da juíza Gelzi Maria Souza, da 1° Vara do Tribunal do Júri, ocorre às vésperas do vencimento da prisão temporária de Adriel, que seria na quarta-feira (25).
  Após mais de cinco meses foragido, Adriel se apresentou acompanhado de um advogado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no dia 25 de setembro, e deste então cumpria prisão temporária. Conforme o Tribunal de Justiça, a decisão da prisão preventiva atende a um pedido do Ministério Público, que denunciou Adriel pelo crime de homicídio, com motivo torpe, sem possibilitar a defesa da vítima e prática de feminicídio, além de porte ilegal de arma. 
   Andreza Vitória foi morta com um tiro na casa de Adriel, no bairro de Itapuã, em Salvador, no dia 17 de abril. Quando foi preso, ele já era procurado há mais de cinco meses Polícia Civil da Bahia como autor da morte da garota e até chegou a ser incluído no "Baralho do Crime" da Secretaria de Segurança Pública.
    O pai do rapaz é policial militar e foi quem socorreu a garota e a levou até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro de Itapuã. Segundo informações da polícia, a arma utilizada no crime contra a jovem é de uso restrito das polícias Civil e Militar. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, ele matou a garota por não aceitar o fim do relacionamento. 
   Em julho, mês em que Andreza completaria 16 anos, o G1 esteve na casa da mãe dela e ouviu os relatos de dor e saudade. "Infelizmente, eu continuo viva. Dias choro, dias não. Uma comida lembra minha filha, um cheiro, uma roupa, uma postagem de alguém lembra minha filha. É você imaginar que você não vai mais ver alguém que você colocou no mundo. A pior dor é a dor da alma", desabafou Lívia Tito.
Andreza Victória e Ariel Montenegro estavam separados quando ocorreu o crime conforme relato da mãe da adolescente (Foto: Arte G1 )

   Conforme a polícia, o suspeito encontrou com a garota no Colégio Rotary, onde ela estudava e, de lá, seguiram caminhando para a casa dele, que fica no mesmo bairro. Ao chegar na varanda do imóvel, a vítima foi baleada na nuca. A adolescente foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro de Itapuã e, em seguida, transferida ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos.
   Ela foi enterrada no dia 18 de abril, no Cemitério Bosque da Paz, no bairro de Nova Brasília, na capital baiana. Uma multidão, entre amigos e familiares da adolescente, participou da cerimônia de despedida. Após a divulgação do crime, o perfil do suspeito em uma rede social foi visitado por internautas revoltados com o caso, que deixaram mensagens de repúdio ao crime e até ameaças ao jovem. "Assassino", escreveu um internauta. "Você vai pagar", disse outro. (G1)
Poste um Comentário
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

No comments :


Geral

[Geral][twocolumns]

.

.

Esporte

[Esporte][bleft]

Eventos

[Eventos][twocolumns]

Jurídicas

[Jurídicas][bleft]